Imprimir

Alunos de contabilidade têm aprovação em exame da CRC

Onze dos quatorze alunos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL) que prestaram o Exame do Conselho Regional de Contabilidade foram aprovados, o que lhes dá condição de exercer a profissão de contador. 

Os aprovados estão no último ano do curso, e têm até um ano para solicitar registro junto ao CRC. 

“São alunos da primeira turma de Contabilidade, que se formam neste ano, e se saíram muito bem. O fato comprova a qualidade do ensino oferecido pela FE, que dispõe de uma estrutura, qualidade do corpo docente e à dedicação dos estudantes”, afirma o diretor da FFCL, Antônio Luis de Oliveira (“Toca”).

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

FFCL investe em construção de caixa de energia elétrica

Na FFCL, além das novas salas, tem executado outras importantes obras. Uma delas é uma caixa de energia, que abriga um transformador e um gerador, totalizando investimento no valor de R$ 180 mil. “Antes a potência de energia elétrica da FFCL era de 200 quilowatts, e já estava começando a nos preocupar, pois estava bem próximo de seu limite, oferecendo perigo de queda de energia e curto circuito”, explica o presidente César Luiz Mendonça. 

“Com a aquisição dos aparelhos e construção da caixa de energia, a potência passou para 500 quilowatts, dando suporte para a demanda, pois o crescimento da instituição de ensino tem sido grande”, destaca.

Outra obra foi a construção de um almoxarifado. “O objetivo foi colocar diversos arquivos para documentos da Fundação Educacional de Ituverava. São papéis importantes, que devem ser preservados em ambiente adequado, daí a importância da obra”, destaca Mendonça. 

A diretoria também comprou importantes equipamentos para os cursos de Engenharia Civil, Mecânica e de Produção. “Já adquirimos alguns equipamentos e a previsão é que até o fim do ano o investimento chegue a cerca de R$ 1 milhão”, completa o presidente.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Dia do livro é comemorado pela fundação educacional

Alunos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ituverava foram surpreendidos com uma ação de incentivo à educação e cultura no dia 23 de abril. Em comemoração ao Dia Mundial do Livro, a faculdade distribuiu gratuitamente mais de 50 livros.

As obras de temas variados, foram espalhadas pelo campus da FFLC, onde os alunos tinham a missão de encontrá-los. A aluna do 5º ano de Pedagogia, Taís Nicolino, encontrou um dos livros. Ela provou a iniciativa: “adorei a ação”, afirmando que este tipo de incentivo estimula o aluno a ler outros títulos, o que enriquece ainda mais seu universo de conhecimentos.

Entre os títulos distribuídos estão: “O cérebro e a inteligência Emocional”, “Como se tornar um comunicador fora de série” e “A arte da Guerra, Networking – desenvolva sua carreira criando novos relacionamentos entre outros”.

A Fundação Educacional de Ituverava está investindo cada vez mais na qualidade da educação oferecida aos seus alunos, e ações como desta natureza são um incentivo no processo de aprendizagem. 

“A idéia do Departamento de Marketing foi proporcionar e incentivar aos alunos uma boa leitura, e desta maneira, contribuir para que aumente o interesse pela leitura”, observa Ângela Viegas Freitas, coordenadora de marketing da FE.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Fundação adquiriu novos computadores e carteiras

Fundação Educacional também adquiriu 750 carteiras, que estão sendo utilizadas por alunos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), Colégio Nossa Senhora do Carmo - COC e Liceu Van Gogh - Anglo. O investimento foi da ordem de R$ 167 mil. 

“Muitas carteiras estavam velhas e necessitavam ser trocadas, até para dar mais comodidade aos alunos. Por isso, fizemos a compra”, relata o presidente da FE, César Luiz Mendonça. 

“Outro investimento foi a aquisição de 150 computadores, onde foram investidos R$ 200 mil”, destaca.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Comunicados da Fundação Educacional de Ituverava


A Fundação Educacional de Ituverava disponibiliza à comunidade acadêmica e a quem interessar os seguintes comunicados:

Imprimir

FE pleiteia curso de engenharia elétrica

Já está aprovado pelo Conselho de Curadores da Fundação Educacional de Ituverava, o projeto para implantar em Ituverava, o curso superior de Engenharia Elétrica. Segundo o presidente da FE, César Luiz Mendonça, estudos já foram feitos e foi constatado que há demanda para este curso. Caso consigamos o curso, Ituverava passará a oferecer quatro cursos de Engenharia: Civil, Elétrica, Mecânica e de Produção.

“O primeiro passo será montar um projeto para apresentá-lo ao Ministério da Educação, e trabalhar para que o órgão autorize o funcionamento do curso na cidade”, relata.

Fonte: Tribuna de Ituverava

 

Imprimir

Palestra com Emílio Figueira na FFCL

Emílio Figueira, que teve paralisia cerebral, é psicólogo, psicanalista, teólogo e escritor.

 Na última quarta-feira, 28 de janeiro, o psicólogo, psicanalista, teólogo e escritor Emílio Figueira, proferiu palestra no Salão Nobre da Fundação Educacional de Ituverava. Ele esteve na cidade a convite da instituição de ensino para falar sobre Inclusão Social, em um evento voltado aos colaboradores da FE.
 
Devido asfixia que sofreu ao nascer, Emílio Figueira e teve paralisia cerebral em 1969, ficando com seqüelas na fala e movimentos. No entanto, esse problema nunca o abateu. Dedicou-se às artes, como literatura, teatro e pintura, e ainda se sobressaiu na produção científica, com graduações, mestrados e doutorados, além de publicação de artigos e monografias no Brasil e exterior. Atuou também como professor e jornalista.
 
Para falar com a platéia, devido à sua limitação, Figueira levou a sua palestra narrada por um amigo radialista, que utilizando as palavras escritas por ele explicou sobre os meios de inclusão no sistema educacional brasileiro.
 
“Por ter paralisia cerebral, sou pesquisador e militante atuante dos movimentos das pessoas com deficiência no Brasil desde os anos 70. Minha palestra é um misto das experiências pessoais por ter uma deficiência motora, mas também como um pesquisador e professor da área”, explica.
 
Temas abordados
Ele abordou os temas: “Um pouco da história das pessoas com deficiência no Brasil”, “Os três momentos pedagógicos voltados aos educandos com necessidades educacionais especiais”, “A ansiedade no processo de Educação Inclusiva”, “O desenvolvimento global do aluno e os efeitos positivos das deficiências” e “Pontos para uma boa Educação Inclusiva”.
 
“A Psicologia Existencial fala que se uma pessoa nasce uma deficiência ou adquire durante a vida, é uma fatalidade que ninguém pode mudar. Mas o importante mesmo, é o caminho que a pessoa toma. Ela pode se entregar à deficiência, passar a vida se lamentando e se escondendo, ou reagir, buscando uma vida cheia de possibilidades, e foi isso que fiz”, completa. 
 
O diretor da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), Antônio Luis de Oliveira (“Toca”) falou sobre a palestra. “Ela vem ao encontro da política de inclusão da FFCL, que tem o objetivo de fazer com que alunos com distúrbios de aprendizado possam estudar na instituição de ensino normalmente”, finaliza.
 

Veja Também

Prev Next