Imprimir

FFCL realizou a Semana Acadêmica de Engenharia Civil

banner semana eng civil 2017A Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), instituição mantida pela Fundação Educacional d Ituverava, promoveu, entre os dias 16 e 20 de outubro, a Semana de Engenharia Civil de 2017. O evento contou com palestras e minicursos e reuniu estudantes e profissionais da área.

Na segunda-feira, 16 de outubro, abrindo a semana, foi proferida a palestra “Gerenciamento de cronograma através de indicador de progresso”, pelo engenheiro civil João Vitor Alves Russo. Na terça-feira, dia 17, foi proferida a palestra “Engenharia civil - desafios da profissão”, pelo Engenheiro Civil pós-graduado em Gestão de Projetos e professor universitário de Transportes III na Uni-Facef em Franca, Emerson de Moraes.

Na quarta-feira, 18 de outubro, foi proferida a palestra “Sinalização horizontal”, pelo engenheiro químico Heverton Moreira. Na quinta-feira, dia 19, foi proferida a palestra “Oratória aplicada à liderança”, pelo graduando do 5º Ano de Engenharia Civil da UFSCar, instrutor trainee, gerente de equipe e coordenador de eventos pela empresa Mosaico21, Paulo Afonso de Freitas Júnior.

Minicursos

Já os minicursos – realizados ontem, sexta-feira, dia 20 – foram “Apresentação do software AutoCad e projetos arquitetônicos”, pelo arquiteto e urbanista Marcelo Martins Barrachi; “Orientações para processo seletivo de Trainee”, pelo engenheiro civil Willian Fraticelli, e “Projeto estrutural utilizando o software Eberick”, pelo engenheiro civil e mestre em Engenharia Civil, Rodrigo Teodoro.

Segundo o diretor da FFCL, Antônio Luis de Oliveira (“Toca”), a Semana Acadêmica é muito importante para o aprendizado dos alunos. “Ela coloca em evidência assuntos e discussões relevantes, o que é fundamental para os alunos, pois soma ao aprendizado obtido na instituição de ensino”, afirma.

“Com isso, eles estão mais bem preparados, não só para o mercado de trabalho, mas para diversas situações do cotidiano, o que é uma preocupação da FFCL, que busca formar não apenas profissionais, mas cidadãos”, completa Toca.odas as escolas da Rede Municipal de Ensino.

Até agora a Horta Municipal já produziu cerca de 1,796 tonelada de alimentos, entre couve, alfaces crespa e bailarina, rúcula, almeirão, salsinha, cebolinha, repolho, cenoura, beterraba, quiabo, cuentro, pepino e vagem.

Segundo o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Alberto de Faria Pereira, os resultados são ótimos. “Estamos felizes com os primeiros resultados da Horta Municipal. Os alimentos colhidos são de ótima qualidade e têm contribuído para uma alimentação mais saudável de crianças e adolescentes da Rede Municipal de Ensino”, elogia Alberto.

38f2f220 cb66 4697 8a3c d0453b0b9c27

91b8aad1 706e 4de8 b012 d3cd08788d66

bc2e2592 d3ca 483b b31a 357658bb3d08

dc5f3ee2 b81a 40ad a0fc 6b814c12a2f9

Fonte: Jornal Tribuna de Ituverava

Veja Também

Prev Next