Imprimir

Minicursos

MINI CURSOS – 2, 3 E 4 DE SETEMBRO
19h15min às 20h50min e 21h às 22h15min.

1) Estudo dos insetos: Taxonomia, morfologia e diversidade. 
Quantidade de Vagas: 15 

RESUMO: Os Insetos (classe Insecta) são um grupo extremamente bem representado na natureza, sendo encontrados em praticamente todos os ambientes, explorando diversas fontes de alimento (e.g., fitofagia, parasitismo, predação e saprofagia) e exibindo os mais variados comportamentos de acasalamento e mimetismo. De tudo que se conhece de seres vivos, pelo menos 60% é inseto (acredite ou não!), ou seja, mais de um milhão de espécies descritas, com estimativas totais superando 30 milhões de espécies. Diante desse cenário, é importantíssimo que estudemos esses organismos, sendo a Entomologia a área do conhecimento encarregada dessa tarefa.     

O minicurso tem como objetivos: (1) apresentar algumas das principais áreas da Entomologia (e.g., Agrícola, Forense, Médica); (2) discorrer sobre o estado atual do conhecimento de taxonomia e diversidade das principais ordens de insetos; (3) expor e discutir noções básicas de morfologia geral; (4) fornecer subsídios básicos para o reconhecimento e identificação das principais ordens e famílias de insetos; e (5) familiarizar os alunos com os nomes populares dos principais grupos de insetos e também com a terminologia específica da área.

O conteúdo será ministrado por meio de apresentações teóricas e atividades práticas.  

Palestrante: MSc. Diego Aguilar Fachin
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Entomologia da FFCLRP-USP
Palestrantes: Biólogo Diego Sasso Porto, E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Entomologia da FFCLRP-USP

 

2)Paleontologia: Um panorama sobre a vida na terra.
Quantidade de Vagas: 15 

RESUMO: Reconstruir a história natural do planeta Terra é tarefa da paleontologia, uma ciência que se dedica a estudar os organismos do passado. Por meio do estudo dos fósseis é possível entender e descrever como viveram, evoluíram e suas relações de parentesco. Partindo de um trabalho de campo e passando pela preparação de materiais fósseis é possível chegar à reconstrução da vida em tempos passados, um estudo permitido à luz de conceitos fundamentais como tempo geológico e tafonomia. O Brasil abriga uma série de fósseis de grande importância, e seu conhecimento permite o encaixe de muitas peças desse 'quebra-cabeça'. Nesse sentido, o minicurso tem como objetivo dar um panorama sobre a vida na Terra, abordando conceitos fundamentais à paleontologia, padrões, grandes eventos bióticos de irradiação e extinção, além de executar atividades práticas que incluem a observação de fósseis e a confecção de réplicas (moldes) em gesso.  

No primeiro dia, a ideia é contextualizar o tema, recapitulando conceitos fundamentais para o que será tratado nos dias seguintes. Abordaremos tempo geológico, tafonomia (da morte do organismo até a coleta do fóssil), trabalhos de campo e preparação de fósseis.

No segundo dia, abordaremos as grandes extinções, iniciando com uma atividade prática e incluindo uma discussão sobre extinções atuais.

No último dia, falaremos sobre os vertebrados fósseis do Brasil e levaremos material (moldes e fósseis) para que os alunos observem.

Palestrante: Mariela Cordeiro de Castro: Formação: Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (2005), Mestrado em Ciências pelo Programa de Biologia Comparada da Universidade de São Paulo (2010) e Doutorado em Ciencias Naturales pela Universidad Nacional de La Plata, Argentina (2014).
Palestrante: Estevan Eltink Nogueira: Formação: Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina (2006), Mestrado (2009) e Doutorado (2014) em Ciências pelo Programa de Biologia Comparada da Universidade de São Paulo.

3)Resistência bacteriana: aplicando conhecimentos a prática laboratorial.
Quantidade de Vagas: 15 

Palestrante: Bióloga Jéssica Cristina Caretta Teixeira
Especialista em Gestão em Saúde Graduanda em Enfermagem Laboratório de Analises Clinica do Hospital Veterinário – FAFRAM/FEI

Conteúdo (teórico): A importância do laboratório clinico na detecção de bactérias; Origem e mecanismos de resistência bacteriana; Resistencia a antibióticos e a importância do antibiograma; Realidade mundial quanto à presença de bactérias multirresistentes.

Conteúdo (prático): Apresentação do setor de microbiologia; Semeadura de urina em placas de Petri (Cled e MacConkey); Teste de sensibilidade a antibióticos (ágar Mueller-Hinton); Identificação de bactérias no meio Rugai com Lisina

 

4)Parasitologia Animal.
Quantidade de Vagas: 15 

Graduanda em Medicina Veterinária Sabrina Nathália Louzada Nogueira.
RESUMO: Abordagem dos principais helmintos, ectoparasitas e protozoários dos animais. A entomologia na parasitologia. Zoonoses transmitidas por animais silvestres.

 

5) Anatomia e taxidermia de animais domésticos e exóticos.
Quantidade de Vagas: 15 

Biólogo Rangel Rodrigues de Souza Silva, Lab Anatomia e Patologia Animal FAFRAM.

RESUMO: A taxidermia é um método cientifico que visa preparar a pele de animais, mantendo suas características de expressão e comportamento. A taxidermia cientifica possui o objetivo de preservar exemplares de animais em museus de zoologia para estudos e identificação de espécies. Também existe a taxidermia artística, muitas vezes esse método é aplicado em animais domésticos, o proprietário escolhe a forma e expressão do animal.

O conhecimento sobre a taxidermia é muito importante pois existem procedimentos legais a serem cumpridos junto a órgãos responsáveis como a Policia Ambiental e o IBAMA em caso de animais silvestres. Animais domésticos podem ser taxidermizados pela autorização do proprietário do animal, sendo esse o solicitante do método.

Os alunos de Ciências Biológicas muitas vezes tem a curiosidade em saber como o procedimento é realizado, o minicurso irá enfatizar todos os procedimentos legais (autorização em relação a silvestres encontrados mortos, métodos de taxidermia em pesquisas cientificas e preservação desses exemplares em museus de zoologia, procedimentos de preparação de pele e todos os materiais utilizados).

 

6) Manejo e reprodução de aves silvestres.
Quantidade de Vagas: 15 

Biólogo Fernando Luís Beletati UNESP campus Assis.